Nesse ano de 2019, o mercado imobiliário iniciou um processo de recuperação e voltou a crescer, devido ao aumento de preços dos imóveis mês a mês.

O Brasil possui um mercado financeiro bastante amplo, onde as instituições bancárias representam 85% de todo o mercado.

Hoje em dia as cooperativas de crédito são consideradas uma opção muito interessante, é muito comum a população adulta possuir um cartão de crédito ou uma conta corrente devido a facilidade que esse recurso gera na hora de comprar e pagar, sendo assim por conta dessa concentração as instituições bancárias acabam destacando-se no mercado.

Pensando em novas formas de ver o consumidor e o esforço para buscar o fim das burocracias, além de resultar em um alto aquecimento no mercado imobiliário, as Fintechs trazem soluções que facilitam os processos na hora de adquirir o seu imóvel!

Os proprietários que desejam trocar de imóvel, seja por um maior, por conta do aumento da família, ou pelo simples fato de desejarem se mudar de bairro por exemplo, acabam enfrentando um problema que trava cerca de 30% das transações imobiliárias, o que leva o comprador a necessidade de vender a propriedade atual para conseguir dar entrada para adquirir o imóvel novo, já que a permuta não é de fácil aceitação no mercado imobiliário.

A média do tempo de venda de uma propriedade residencial é de aproximadamente 400 dias. Mas devido a pressa de ter o dinheiro para poder trocar de casa, a maioria das pessoas se pleiteiam em vender o imóvel atual rapidamente e acabam adquirindo um valor muito menor do que o realmente vale.

Já conhecido fora do país, sendo inédito no Brasil, essa novidade é considerada a “Compra Garantida”. A modalidade de crédito Fintechs, propõem ao proprietário colocar o imóvel atual como garantia para pagar até 40% do valor do imóvel como empréstimo. Com esse valor, ele dá a entrada no novo e financia o restante através da instituição bancária que possuir as melhores condições. Nessa modalidade há um prazo de até três anos para que o proprietário possa vendê-lo e pagar o valor total, nesse período é cobrado do cliente apenas 20% do valor das parcelas.

Outra possibilidade, caso haja dificuldade momentânea na venda, é possível gerar renda alugando o imóvel durante esse período.

As Fintechs além de contribuírem para a retomada de crescimento do setor imobiliário, proporcionam fazer o cliente comum se beneficiar!

Comente com Facebook

Comentários